• CDC Marketing

5 Coisas Proibidas para um Médico fazer na internet

O manual de Regras da Publicidade Médica (CODAME), rege todas as regras do Marketing Médico. Criado por uma comissão de profissionais do CRM, o manual visa coibir anúncios maliciosos, protegendo assim, a ética da profissão. Antes de anunciar na internet, o médico ou clínica deve estar atento às suas normas, evitando eventuais punições e práticas deselegantes.


Listamos abaixo 10 erros graves frequentemente cometidos por médicos na internet. Confira:


1.Divulgar ou indicar remédios ou aparelhos


É comum nos depararmos com alguns médicos na internet indicando "novos métodos" de emagrecimento com "produtos diferenciados e revolucionários" ou aparelhos. Entretanto, o CODAME veda qualquer tipo de indicação pública de aparelhos médicos, farmácias (de manipulação ou não) e produtos médicos.


Texto referência: " A prescrição e venda de medicamentos pela Internet, sem exame clínico do paciente realizado por profissional habilitado deve ser denunciada ao Conselho Regional de Farmácia e à Vigilância Sanitária." - Resolução CREMESP nº 97 - pág. 4


2. Fazer propaganda de descontos ou promoções em consultas ou tratamentos


Com a enxurrada de clínicas populares, com práticas promocionais de consultas, (muitas vezes desleais), muitos médicos têm embarcado na onda das promoções em seus tratamentos e atendimentos. Um médico pode, eventualmente, ter tabelas de valores diferenciados para grupos menos abastados populacionais, ou estabelecer algum programa social para atendimento de pessoas menos favorecidas, porém o uso ostensivo de promoções é completamente vedado.


Texto referência: " É inconveniente a divulgação de preços de consultas populares, que além de não atender às determinações do CODAME ainda disponibiliza a consulta médica a um valor muito abaixo do preconizado pela Associação Médica Brasileira." - Manual do CODAME 2 - pág. 50


3. Publicar fotos de antes e depois de pacientes


Mais comum na área estética da medicina, mas ainda assim presente em algumas outras áreas como endocrinologia e metabologia, dermatologia, entre outras, a divulgação de fotos de antes e depois de pacientes, assim como transmissões de tratamentos ou cirurgias, fere veementemente as

Regras de Publicidade Médica. T


Texto referência: " A exposição pública de pacientes, através de fotos e imagens, é considerada antiética pelo Cremesp. Conforme o Código de Ética Médica (Art. 104) é vedado ao médico “fazer referência a casos clínicos identificáveis, exibir pacientes ou seus retratos em anúncios profissionais ou na divulgação de assuntos médicos”. - Manual do CODAME 2 - pág. 5


4. Postar fotos com pacientes famosos ou não nas redes sociais


Essa prática tem sido mais do que comum. Médicos que utilizam a imagem ou depoimentos de pessoas famosas em seus sites e/ou redes sociais. O CODAME orienta objetivamente que o médico mantenha sigilo sobre seus pacientes. Todo e qualquer depoimento do paciente, poderá ser feito e postado, exclusivamente por ele, de forma voluntária, em suas mídias, porém o médico não pode inseri-lo como uma sessão de seu site, por exemplo.


Texto referência: "A utilização da rede mundial de computadores para divulgação de assuntos médicos é desejável. O médico deve apenas se ater aos princípios dogmáticos da ética médica: respeitar o sigilo profissional; manter no anonimato os pacientes" Manual do CODAME 2 - pág. 34


5. Dar orientações ou fazer alarde sobre tratamentos ou estudos não comprovados cientificamente


Neste aspecto, o consenso e orientações gerais do Ministério da Saúde devem ser estritamente respeitados. Por isso, estudos que demonstrem apenas indícios e que não sejam comprovados cientificamente, não devem ser divulgados em canais de mídia. O médico deve fazer suas pesquisas científicas e defendê-las nos locais apropriados, como ambientes acadêmicos e congressos médicos.


Texto referência: "Artigo 132. Divulgar informação sobre assunto médico de forma sensacionalista, promocional, ou de conteúdo inverídico." e "Artigo 140. Falsear dados estatísticos ou deturpar sua interpretação científica.” Manual do CODAME 2 - pág. 78


Agora que você já sabe o que não fazer na internet, que tal preparar um plano de marketing arrojado e dentro das regras para divulgar sua clínica e consultório? Confira nosso Especial Marketing para Serviços e crie estratégias eficientes para atrair e fidelizar pacientes


Clarice Coelho

Especialista em Marketing Médico

2,024 visualizações
  • linkedin cdc marketing
  • instagram cdc marketing
  • facebook cdc  marketing
Receba nossas novidades
  • instagram cdc marketing
  • facebook cdc marketing

Diga OLÁ

21 9921-58999

Escritório São Paulo

Rua Desembargador Eliseu Guilherme, 292

Bairro: Paraíso

 

Escritório Teresópolis - Rio de Janeiro

Rua Prefeito Sebastião Teixeira, 20 - Sl. 407

(Shopping New Fashion) | Bairro: Várzea